Coletiva com a imprensa no dia 15/02, 11horas

14 02 2008

Em represalia as constantes denúncias de inflação de direitos , torturas e violencia racial no que toca a gestão carcerária da Colonia Penal de Simões Filho, O Cel. Leite em consonância com o diretor daquela unidade, Sr Isidoro Rodriguez, acionaram o bonde de oito prisioneiros militantes do MNU que estavam atuando no enfretamento à violencia carcerária  naquele espaço. A tranferencia foi efetuada sob a alegação de que os presos negaram-se a se agachar e constituiam uma ameaça a segurança daquela unidade prisional.Neste momento, torna-se importante a solidariedade de organizações, militantes e comunidades negras atuando frente a politica racista da secretaria Marilia Muricy, o superintendente de Assuntos Penais e seus prepostos. Vai rolar uma coletiva de imprensa no dia 15 de fevereiro, as 11 hs na SEMUR onde o MNU e a ASFAP darão eco as denuncias dos irmãos. Desse jeito…

Reaja ou será Mort@!

Anúncios




Mais uma denúncia de violação dos direitos humanos na Colônia Penal de Simões Filho

14 02 2008
Ontem pela manhã houve mais uma “suposta revista” que como sempre acabou violando os direitos humanos dos encarcerados, quando os presos foram reivindicar a situação da revista, por ter sido humilhante e vexatória. Temos informações de que os internos foram obrigados a despir-se e agacharem-se para que a polícia se certificasse de que não haveria drogas, armas e celulares dentro de seus ânus. Diante da imposição os presos negaram-se a acatar a ordem da revista, foram encurralados e como forma de represália às suas reivindicações, acabaram tomando o temeroso “bonde”,ou seja, transferência desses internos para o Conjunto Penal de Serrinha.
A transferência para o Conjunto Penal que fica a 5 horas de Salvador representa uma forma de isolar os presos que são militantes do MNU (Movimento Negro Unificado) da luta pelos direitos dos presos naquela unidade e de neutralizar os esforços de seus  familiares, amigos e esposas que vinham denunciando através da ASFAP-BA (Associação de Familiares e Amigos de Presos do Estado da Bahia) as arbitrariedades cometidas pelo diretor da unidade, Dr. Isidoro Orge Rodriguez, com a total conivência da Superintendência de Assuntos Penais (SAP), representada pelo Cel. José Francisco Leite e da Secretária de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Dra. Marília Muricy.
 Será que sempre que os encarcerados forem reivindicar seus direitos serão retribuídos desse jeito? Cadê os direitos humanos? Cadê as Leis de Execuções Penais que asseguram os direitos dos presos? Enfim, cadê a Constituição Brasileira? O que vale hoje já não são mais as leis do papel e sim as leis da força, do racismo, da hierarquia, da brutalidade e da política militaresca.
Nós da ASFAP-BA não vamos ficar omissas diante dessa política opressora e desumana. Na próxima sexta-feira dia 15 de fevereiro será realizada uma coletiva de imprensa em qual tornaremos públicos esses e outros fatos. Convocamos a todos e todas a se manifestarem frente a essa política de gestão carcerária vigente no Estado da Bahia.
Associação de Familiares e Amigos de Presos do Estado da Bahia (ASFAP-BA)




Menino de 16 anos é assassinado

16 01 2008
15/01/2008 (08:50) | COMENTÁRIOS (0)

Manifestantes queimam ônibus e trocam tiros com a polícia na Sete Portas

Nelson Luis, do A Tarde On Line*
Atualizada às 11 horas 

Moradores do Pela Porco, antiga Rodoviária, próximo à Empresa Baiana de Alimentos (EBAL), fizeram uma manifestação no início da manhã desta terça-feira, 15, na Rua Cônego Pereira, em protesto contra a morte de um adolescente durante uma ronda policial.

Com cartazes e gritos de protesto, os moradores do bairro chegaram a incendiar um ônibus da empresa Expresso Vitória. Houve troca de tiros entre policiais e manifestantes e uma tia do garoto assasinado foi baleada. O ato começou por volta das 7h30, com queima de pneus em uma das pistas para impedir o trânsito no local.

Por causa da manifestação, o trânsito nos dois sentidos da pista na Avenida Sete Portas foi interditado pela Superintendência de Engenharia de Tráfego (SET) durante cerca de duas horas. O fluxo voltou ao normal por volta das 10 horas.

Segundo os moradores, D.S.J., de 16 anos, levou um tiro nas costas e outro na cabeça, após retornar de uma partida de futebol, por volta da meia noite desta terça. Os disparos teriam sido feitos por policiais. O adolescente chegou a ser encaminhada para o Hospital Ernesto Simões, no bairro do Pau Miúdo, mas já chegou ao local sem vida.

Os moradores prometem voltar às ruas mais uma vez, no fim da tarde desta terça, por volta das 18h.

*Com informações de Meire Oliveira e Helga Cirino, do A Tarde, e Wesley Sobrinho, da Agência A Tarde





Olá mundo!

4 01 2008

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!